OS MEUS 15 DEZ MELHORES LIVROS DO ANO [MAIS DUAS INCOMENSURÁVEIS PORCARIAS

FINAL DE ANO encontramos as tais listas dos “dez mais” sobre tudo. Não consigo ter disciplina para restringir meus dez a dez, então acrescentei mais cinco para evitar injustiças. E não trato dos lançamentos de 2018, ainda que tenha um ou outro título fresquinho na lista. A ordem é a de leitura no decorrer do ano, e não uma valoração, bom avisar.
Para equilibrar a coisa ainda mais, no final coloco as “duas incomensuráveis porcarias”. Não que tenha lido apenas duas porcarias, mas essas duas em especial foram festejadas, incensadas e babadas.
Vamos à lista:
OS MELHORES:

01] STEVEN NAIFEH E GREGORY WHITE SMITH. Van Gogh – a vida [São Paulo: Companhia das Letras, 2014. Trad.: Denise Bottmann]

M1_VanGogh

02] JOHANN PETER ECKERMANN. Conversações com Goethe nos últimos anos de sua vida – 1823-1832 [São Paulo: Unesp, 2017. Trad.: Mario Luiz Fungillo]

M2_Goethe

03] ROBERTO BOLAÑO. Putas assassinas [São Paulo: Companhia das Letras, . Trad.: Eduardo Brandão]

M3_PUTASASSASSINAS

04] MARY BEARD. SPQR, uma história da Roma antiga [São Paulo: Crítica, 2017. Trad.: Luis Reyes Gil]

M4_SPQR

05] ANTON P. TCHÉKHOV. Cartas a Suvórin, 1889-1891 [São Paulo: Edusp, 2002. Trad.: Aurora Fornoni Bernardini e Homero Freitas de Andrade]

M5_TCHEKHOV

06] PHILIP ROTH. Pastoral Americana [São Paulo: Companhia das Letras, 1998. Trad.: Rubens Figueiredo]

M6_PASTORAL_ROTH

07] ROBERT DARNTON. Censores em ação. Como os Estados influenciaram a literatura [São Paulo: Companhia das Letras, 2016. Trad.: Rubens Figueiredo]

M7_CENSORES

08] JEFF GUINN. Manson, a biografia [São Paulo: DarkSide, 2017. Trad.: Daniel Alves da Cruz et al. Equipe de tradutores identificada como “O Aprendiz Verde”]

M8_MANSON

09] CORMAC MCCARTHY. Meridiano de sangue [Rio de Janeiro: Alfaguara, 2009. Trad.: Cássio de Arantes Leite]

M9_MERIDIANO

10] JOHN STEINBECK. A leste do Éden [São Paulo: Mérito, 1964. Trad.: José Geraldo Vieira]

M10_LESTE_EDEN

11] BRUNO BARRETTO GOMIDE. Dostoiévski na rua do Ouvidor. A literatura russa e o Estado Novo [São Paulo: Edusp, 2018]

M11_OUVIDOR

12] VASSILI GROSSMAN. Vida e destino [Rio de Janeiro: Alfaguara, 2014. Trad.: Irienu Franco Perpétuo]

M12_VIDADESTINO

13] EÇA DE QUEIRÓS. Os Maias [Rio de Janeiro: Zahar, 2017]

M13_OSMAIAS

14] TOM WOLFE. A fogueira das vaidades [Rio de Janeiro: Rocco Digital, 2018. Trad.: Lia Wyler]

M14_FOGUEIRA

15] JAMES BALDWIN. Terra estranha [São Paulo: Companhia das Letras, 2018. Trad.: Rogério W. Galindo]

M15_TERRAESTRANHA

 

E AS DUAS INCOMENSURÁVEIS PORCARIAS:

01] JORDAN B. PETERSON. 12 regras para a vida. Um antídoto para o caos [Rio de Janeiro: Atlta Books, 2018. Trad.: Alberto G. Streicher e Wendy Campos]

P1_REGRASVIDA

02] MARGARET ATWOOD. O conto da aia [Rio de Janeiro: Rocco, 2016. Trad.: Ana Deiró]

P2_CONTOAIA

Anúncios

2 comentários em “OS MEUS 15 DEZ MELHORES LIVROS DO ANO [MAIS DUAS INCOMENSURÁVEIS PORCARIAS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s