MAS É UMA FESTA, MEU!

QUE MARAVILHA, ÊH!, é sair à caça nos sebos da Paulistânia. No fuça-que-fuça o gajo acaba saindo-se bem. Um belíssimo resultado:

– ediçãozinha supimpa de Flaubert, A educação sentimental, da lusa Lello & Irmão;
– pequenina pérola de W. B. Yeats, livros_messiasantologia ilustrada, The last romantic, lá de Noviorque, Clarkson N. Potter;
– Bioy Casares, O sonho dos heróis, pela falecida Cosac Naify;
– uma edição mais antiga [1942], também lusa, da Livraria Clássica Editora A. M. Teixeira, desse A vida das abelhas, de Maurice [que por lá chamam “Maurício” mesmo] Maeterlinck;
– São João Paulo II com esse Cruzando o limiar da esperança;
– um clássico da tipografia, que compramos mais em homenagem a Joao Ulanin, que foi tipógrafo: Robert Bringhurst, Elementos do estilo tipográfico;
– uma joia escrita pela minha professora exemplar e orientadora Beatriz Berrini, O mundo de Eça de Queiroz, com fotografias de Paolo Cusenza;
– a biografia Sua Santidade João Paulo II e a história oculta de nosso tempo, por Carl Bernstein e Marco Politi;
– e a biografia Jorge Luis Borges, o homem no espelho do tempo, que não é a melhor, mas tem informações bastante boas.
Além disso, chegando em casa dou de cara com os livros da Carambaia, kit de sobrevivência literária: Kyra Kyralina, de Panaït Istrati, e Viagem ao Volga, de Ahmad Ibn Fadlan, Carambaia_hoje
e com esse O Mestre e a margarida, de Mikhail Bulgákov, edição nova da 34.
bulgakov
Uma festa! Uma festa!
Notem o bico do Frederico ali, xeretando. Um erudito, esse gato.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s